Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Carta à Amada Imortal – Ludwig van Beethoven

beethoven_immortal_beloved_movie_scene

(Gary Oldman interpretando Beethoven em Minha Amada Imortal)

Amada Imortal (Unsterbliche Geliebte em alemão) é o nome dado a uma mulher a quem o compositor alemão Ludwig van Beethoven endereçou uma carta de amor. A carta foi encontrada na casa do compositor após sua morte, sem o nome da destinatária, identificada na carta como “Amada Imortal”. A história inspirou o filme “Minha Amada Imortal”, de Bernard Rose (1994).

“manhã de 6 de julho

Meu anjo, meu tudo, meu ser. Apenas algumas palavras hoje, à lápis (o seu). Até amanhã, a minha morada estará definida. Que desperdício de tempo. Por que [sinto] esta tristeza profunda quando a necessidade fala? Pode o nosso amor resistir ao sacrifício, em não exigir a totalidade um do outro? Pode mudar o fato de que você não é toda minha nem sou todo seu? Oh, Deus! Olhe para a beleza da natureza e conforte o seu coração com o que deve ser. O amor exige tudo e com razão. Assim, eu estou em você e você em mim. Mas você se esquece facilmente que preciso viver para mim e para você. Se estivéssemos completamente unidos, você sentiria esta dor tão próxima quanto eu sinto. (…)
Agora uma rápida mudança das coisas externas para as internas. Provavelmente nos veremos em breve, mas hoje não posso compartilhar contigo os pensamentos que tive durante estes poucos dias dias sobre a minha vida. Se os nossos corações estivessem sempre juntos, eu não teria nenhum deles. O meu coração está repleto de coisas que gostaria de dizer-te. Ah. Há momentos que sinto esse discurso não ser nada. Alegre-se. Você permanece [sendo] a minha verdade, o meu tesouro, o meu tudo como eu sou o teu. Os deuses devem nos mandar o restante, aquilo que deve ser para nós e será.
Seu fiel Ludwig.”

“Bom dia, em 7 de julho de 1812
Embora ainda esteja na cama, os meus pensamentos vão até você, minha Amada Imortal, agora felizes, depois tristes, esperando para saber se o destino nos ouvirá ou não. Eu só posso viver completo contigo, ou não viver. Sim, estou decidido a vaguear assim por muito tempo longe de você até que possa voar para os seus braços e dizer que estou em casa, e poder enviar a minha alma envolta em você ao reino dos espíritos. Sim, isto deve ser tão infeliz. Você será mais contida quando souber da minha fidelidade a você. Outra jamais poderá ter o meu coração, nunca, nunca, Oh, Deus! Por que um precisa estar separado do outro quando se ama. E, no entanto, a minha vida em Viena é agora uma vida miserável. O teu amor me faz ao mesmo tempo o mais feliz e infeliz dos homens. Na minha idade eu preciso de estabilidade, de uma vida tranquila. Pode ser assim na nossa relação? Meu anjo, acabo de ser informado que o carteiro sai todos os dias. Por isso devo terminar logo para que você possa receber a carta logo. Fique tranquila, somente através da consideração tranquila de nossa existência podemos atingir o objetivo de vivermos juntos. Fique tranquila, me ame, hoje, ontem, desejos sofridos por você, você, você, minha vida, meu tudo, adeus. Oh, continue a me amar, jamais duvide do coração fiel de seu amado. Sempre teu, Sempre minha, Sempre nosso.”

Vídeo com trecho do filme “Immortal Beloved”.


.
Nota: Ludwig van Beethoven começou a perder sua audição aos 26 anos de idade e, aos 46 anos, já não ouvia mais nada. Apesar disso, a maioria de suas composições foram produzidas nesse período de surdez (a 9ª Sinfonia foi composta na sua fase totalmente surda). Beethoven continuou compondo até a sua morte, aos 56 anos. São 138 obras catalogadas oficialmente e outras 205 obras, que incluem obras transcritas para outros instrumentos, inacabadas, ou descobertas após sua morte. Ainda assim, não é possível ter uma quantidade exata. Recentemente outra obra foi encontrada em Berlim. (17 de dezembro de 1770 — 26 de março de 1827)

Anúncios

2 Comentários

  1. Belo texto, prova que era um caso, “Pode o nosso amor resistir ao sacrifício, em não exigir a totalidade um do outro? “, a sensibilidade com que ele a trata, encanta! Ach, wo bin ich, bist du mit mir, mit mir und dir werde ich machen daß ich mit dir leben kann, welches Leben!!!! Um abraço!

    • Querido Angelino. Muito bom tê-lo de volta ❤ ❤ <3. No filme, apenas alguns segundos impediram os amantes de se encontrarem e mudou totalmente o rumo da história desse amor intensamente vivido e sonhado… Obras do destino… bacio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: