Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Do Amor – XLIX – Hilda Hilst

beth-hoeckel

(Arte digital de Beth Hoeckel)

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Anúncios

4 Comentários

  1. Forte e densa. Bom para um final de tarde como o de agora, entre a chuva que promete e o calor que cumpre.

  2. Hey adorei seu blog, você escreve bem 🙂 gostaria de te convidar a conhecer o meu também 😉 https://feelingsofaguy.wordpress.com obrigado!

    • Querido Alexandre, obrigada pela mensagem. Visitei seu blog e fiquei impressionada com seu talento em escrever, expor sentimentos de forma que – percebe-se – fluem naturalmente 🙂 Posso te afirmar que hoje em dia é muito raro encontrarmos jovens com essa maturidade na comunicação. Parabéns!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: