Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Canção da Dama – John Milton

 ("Echo and Narcissus", pintura de John William Waterhouse)

(“Echo and Narcissus”, pintura de John William Waterhouse)

“Minha doce Eco, minha ninfa mais adorada, viveste ignorada
Dentro de tua bolha de ar
Nas margens tranquilas do Meandro,
E no vale bordado por violetas,
Onde o rouxinol perdido de amor
Canta para ti, na madrugada, sua triste cantiga;
Não poderias tu me falar de um casal gentil
Que sejam dóceis como teu Narciso?
Ó, se os tiveres escondido em alguma caverna florida,
Diga-me simplesmente onde,
Doce Rainha da Razão, Filha da Esfera,
Assim deverias serdes levada para os céus,
Oferecendo a graça retumbante para todas as harmonias do infinito.”

John Milton se refere à história de Eco e Narciso na Canção da Dama, da poesia “Comus”.

Sweet Echo, sweetest nymph, that liv’st unseen
Within thy airy shell
By slow Meander’s margent green,
And in the violet-embroidered vale
Where the love-lorn nightingale
Nightly to thee her sad song mourneth well:
Canst thou not tell me of a gentle pair
That likest thy Narcissus are?
O, if thou have
Hid them in some flowery cave,
Tell me but where,
Sweet Queen of Parley, Daughter of the Sphere!
So may’st thou be translated to the skies,
And give resounding grace to all Heaven’s harmonies!

John Milton, in Comus

Anúncios

2 Comentários

  1. Chega a doer de tanto que é bom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: