Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

As Rosas Não Falam – Cartola

(Cartola e Dª Zica)

(Cartola e Dª Zica)

Bate outra vez
com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
enfim

Volto ao jardim
com a certeza de que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
para mim

Queixo-me às rosas, mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
o perfume que roubam de ti

Devias vir
para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
por fim…

Composição de Cartola (Angenor de Oliveira), conhecido como o Divino Poeta das Rosas. Esta canção é um dos sambas mais sofisticados e delicados de todos os tempos. Lançada em 1976, no segundo disco do sambista, foi composta quando ele já estava com 67 anos de idade, e surgiu de um diálogo do compositor com sua esposa, Dona Zica. Ela lhe teria perguntado algo sobre uma roseira, e ele respondido que não sabia, já que as rosas não falam. A primeira gravação lançada comercialmente foi de Beth Carvalho, tornando-se um megahit (1976). A pedido do poeta, no dia do seu funeral, 1º de dezembro de 1980, “As Rosas Não Falam” foi cantada por uma pequena multidão de sambistas, amigos, políticos e intelectuais presentes em sua despedida. Fontes: Revista Rolling Stones e Wikipédia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: