Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Luar – Paul Verlaine

moon

Tua alma é uma paisagem escolhida
Que encantando vão máscaras e bergamascas,
Tocando alaúde e dançando, e quase
Tristes em suas fantasias extravagantes.

Cantando em modo menor
O amor triunfante e a vida oportuna,
Não parecem acreditar em sua felicidade
E sua canção mistura-se ao luar,

Ao calmo luar triste e belo,
Que faz sonhar as aves nas árvores
E soluçar de êxtase as fontes,
As grandes fontes esbeltas entre os mármores.

Paul Verlaine

Clair de Lune é um poema escrito por Paul Verlaine no ano de 1869 e fonte de inspiração para o terceiro e mais famoso movimento da Suíte bergamasque para piano, do compositor Claude Debussy.

Clair de Lune, de Debussy (1905):

.
Poema original, em francês:

Votre âme est un paysage choisi
Que vont charmant masques et bergamasques
Jouant du luth et dansant et quasi
Tristes sous leurs déguisements fantasques.

Tout en chantant sur le mode mineur
L’amour vainqueur et la vie opportune,
Ils n’ont pas l’air de croire à leur bonheur
Et leur chanson se mêle au clair de lune,

Au calme clair de lune triste et beau,
Qui fait rêver les oiseaux dans les arbres
Et sangloter d’extase les jets d’eau,
Les grands jets d’eau sveltes parmi les marbres.

Paul Verlaine
De Fêtes galantes (1869)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: