Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Quando o Meu Amor Vem Ter Comigo – E. E. Cummings

Carolus-Duran, Kiss 1868.jpg

(pintura de Carolus-Duran)

quando o meu amor vem ter comigo é
um pouco como música,um
pouco mais como uma cor curvando-se (por exemplo
laranja)

contra o silêncio,ou a escuridão….

a vinda do meu amor emite
um maravilhoso odor no meu pensamento,

devias ver quando a encontro
como a minha menor pulsação se torna menos.
E então toda a beleza dela é um torno

cujos quietos lábios me assassinam subitamente,

mas do meu cadáver a ferramenta o sorriso dela faz algo
subitamente luminoso e preciso

—e então somos Eu e Ela….

o que é isso que o realejo toca

E. E. Cummings
(Tradução de Cecília Rego Pinheiro)

Poema original, em inglês: When My Love Comes To See Me It’s

when my love comes to see me it’s
just a little like music,a
little more like curving colour(say
orange)

against silence,or darkness….

the coming of my love emits
a wonderful smell in my mind,

you should see when i turn to find
her how my least heart-beat becomes less.
And then all her beauty is a vise

whose stilling lips murder suddenly me,

but of my corpse the tool her smile makes something
suddenly luminous and precise

—and then we are I and She….

what is that the hurdy-gurdy’s playing

E. E. Cummings
From Tulips and Chimneys

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: