Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

As Rosas de Saadi – Marceline Desbordes-Valmore

john william waterhouse my sweet rose

(pintura de John William Waterhouse)

Queria esta manhã trazer-te algumas rosas;
Mas na cintura as recolhi tão numerosas
Que o laço que amarrei não as pôde conter.

O laço se desfez. Levadas pelo vento
As rosas para o mar se foram num momento.
Elas seguiram as águas para nunca mais voltar;

O mar me pareceu rubro, como incendiado.
É noite e meu vestido ainda está perfumado…
O cheiro da lembrança em mim hás-de encontrar.

Poesia original, em francês:

Les roses de Saadi

J’ai voulu ce matin te rapporter des roses;
Mais j’en avais tant pris dans mes ceintures closes
Que les noeuds trop serrés n’ont pu les contenir.

Les noeuds ont éclaté. Les roses envolées
Dans le vent, à la mer s’en sont toutes allées.
Elles ont suivi l’eau pour ne plus revenir;

La vague en a paru rouge et comme enflammée.
Ce soir, ma robe encore en est tout embaumée…
Respires-en sur moi l’odorant souvenir.

Marceline Desbordes-Valmore
in Poésies inédites

Anúncios

1 comentário

  1. vieiraeuclidessantana

    Republicou isso em SUSCETÍVEL FEBRIL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: