Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

A Estrela – Mihai Eminescu

Jupiter_moon_by_Janet_Furlong

(foto de Janet Furlong)

À estrela que nasceu
É um caminho tão longo,
Que milhares de anos precisou
A luz para chegar até nós.

Talvez há muito tempo já se apagou
No azul distante,
Mas só agora o seu raio
Luziu ao nosso olhar.

O ícone de estrela que morreu
Lentamente sobe ao céu;
Estava quando não se via,
Agora o vemos, mas não é.

Assim como a nossa saudade
Pereceu na noite profunda,
A luz do fim do amor
Nos persegue ainda.

@-;–

Poesia original, em romeno: “La steaua”

La steaua care-a răsărit
E-o cale-atât de lungă,
Că mii de ani i-au trebuit
Luminii să ne-ajungă.

Poate de mult s-a stins în drum
În depărtări albastre,
Iar raza ei abia acum
Luci vederii noastre.

Icoana stelei ce-a murit
Incet pe cer se suie;
Era pe când nu s-a zărit,
Azi o vedem,şi nu e.

Tot astfel când al nostru dor
Pieri în noapte-adâncă,
Lumina stinsului amor
Ne urmăreşte încă.

Mihai Eminescu

Anúncios

1 comentário

  1. E. Fávaro

    Sempre muito bem inspirada. Seu trabalho é um sinal de luz na nossa estrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: