Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

Instantes – Nadine Stair

father-child-hands

Se eu pudesse viver minha vida novamente.
A próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito: me relaxaria mais.
Seria mais tolo do que tenho sido e de saída levaria a sério
muito poucas coisas.
Seria menos higiênico.
Correria mais riscos, faria mais viagens, contemplaria mais amanheceres,
subiria em mais montanhas, nadaria em mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca estive, comeria mais doces e menos
verduras, teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e prolificamente cada
minuto de sua vida – e é claro que tive momentos de alegria.
Mas, se eu pudesse voltar atrás, trataria de ter somente bons
momentos.
Pois, se não sabes, é disso que a vida é feita,
e não perca nunca o aqui e o agora.
Eu era um desses que não iam a nenhuma parte sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas.
Se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria por andar descalço
desde o início da primavera e seguiria assim até terminar
o outono.
Daria mais voltas pelas pequenas ruas, contemplaria mais amanheceres
e brincaria com mais crianças, se eu tivesse outra vez minha vida
pela frente.

Nadine Stair

(Poema atribuído erroneamente a Jorge Luís Borges na internet)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: