Poesias Preferidas

Seleção de Poesias

O Banho das Ilusões – Ida Della Monica

Afrodite

(Afrodite)

As gotas d’água cristalina cintilavam e
Escorriam prazeirosamente
sobre seu corpo nu;
As bolhinhas de espuma, mui atrevidas,
Brincavam, saltitando em ebulição.

Depois, ela, deliciosamente,
Como rainha, ungiu-se de óleo
De raríssima essência aromática.

Enfeitiçada pelo perfume,
Vestiu, langorosamente,
suas habituais roupas de fantasia
Em ritual de deusa
A ser apreciada e cobiçada.

Acomodou-se, deslumbrada,
E esperou…

Mas de esperar o imaginário,
Com suas próprias vestes de esperança,
Caiu no abismo das ilusões
E desfaleceu.

Mais tarde despertou.
Olhou cuidadosamente tudo ao seu redor e
Descobriu:
Nem ela é uma princesa e
Nem ele é um guerreiro.

Arrancou, então, as vestes ilusórias,
Banhou-se em águas com cheiro forte de cloro,
E vestiu-se…
Vestiu-se com seu vestido mais simples.
Não colocou perfume,
Nem se enfeitou.

Naquela tarde saiu a caminhar
Pelas ruas cinzas e solitárias,
que faziam pares com a sua vestimenta sem graça…

Foi assim que, dolorosamente,
A realidade lhe sorriu…

(março/2012)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: